Total de visualizações de página

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Email Esperança

Quase todos os dias à tarde saia Esperança da escola e passava em frente a Lan House do seu bairro, onde lotava de adolescentes. Ficava ali, minutos parada, tentando entender o que tantos meninos e meninas da sua idade, faziam naquele lugar,
Esperança era uma menina dócil e muito sonhadora. Moradora de um bairro de subúrbio, não teve uma infância muito feliz.
Ficou orfã de pai aos dois anos de idade, e sua mãe tendo que trabalhar para sustentá-la, entregou-a para a sua cunhada, que passou a tomar conta de Esperança dentro de um sanatório, onde trabalhava como auxiliar de enfermagem. Ali esperança ficou até os oito anos de idade, convivendo com doentes mentais. Depois teve que ir para um colégio interno, pois não podia mais ficar ali, convivendo com as pessoas, naquele triste lugar.
Aos treze anos, Esperança saiu do colégio interno e retornou ao convívio de sua tia-avó, que ela chamava carinhosamente de mâe-velha. Sua mãe havia se casado novamente, mas não levou Esperança para morar com ela, e isto causava enorme tristeza no coração de , mas apesar dos traumas a menina parecia ser feliz e equilibrada. Dotada de grande inteligência, Esperança aprendia ràpidamente, tudo que a ensinavam.
Naquele dia porém, não contentando-se só em ver a Lan House, resolveu entrar. Chegando até o atendente perguntou:
_ O que posso fazer com esses computadores?
_ Voce pode se conectar com o mundo, respondeu a moça que ficava na recepção.
_ Nossa que legal! Onde posso aprender a usá-los?
_ Voce pode aprender num curso de informatica, com um amigo, ou com seu professor na sua escola…
_ Puxa…eu não tenho dinheiro para pagar um curso de informática, mas vou tentar aprender logo isto!
E esperança saiu dali determinada em aprender a usar os computadores imediatamente.
Chegou em casa e logo deu a notícia para a sua velha tia.
_ Mãe velha, conheci um lugar onde posso me conectar com o mundo.
_ É, onde?
_ Numa Lan House. Todas as meninas e meninos vão lá. E ao entrarem na internet se comunicam com milhares de pessoas e informações…Mãe velha será que a mamãe poderia comprar um computador para mim?
_ Esperança, sua mãe não tem dinheiro, está com muitos problemas e mal nos manda dinheiro para as suas despesas, mas eu prometo, que se você aprender a usar o tal computador, eu pago para voce fazer estas coisas que você disse, está bem assim?
E conformada. Esperança responde a tia com ar de felicidade: _ Está bom mãe velha, obrigada.
No dia seguinte, retornava Esperança para a Escola e comentou com seu professor, que gostaria de aprender a usar o computador para frequentar a Lan House. O professor Afonso, sabendo da condição humilde de Esperança, logo se propos a ajudá-la e disse_ Esperança, posso ajudá-la sim a manusear o micro. Vamos fazer o seguinte: depois do horário das aulas vamos até a Biblioteca, lá tem um computador, você é uma menina muito inteligente, vai aprender rapido.
_ Puxa professor Afonso, que bom, muito obrigada.
Mal sabia Esperança que aquela seria uma experiência que ía destruir sua vida não fosse a descoberta que Francisco fez, e tudo por email.

Acompanhe essa história, Clique Aqui .