Total de visualizações de página

sábado, 7 de março de 2009

..Feliz com a idéia de aprender a manusear o micro, Esperança se dedicava cada dia aos momentos que o seu professor lhe proporcionava em ensiná-la.Aninha e Cleo eram as amiguinhas mais chegadas de Esperança que já esboçavam entre si alguns comentários maliciosos entre Esperança e o prof. Afonso, achando que o mestre ensinava a menina, para seduzí-la.

Afonso era casado e pai de família exemplar. Foi criado no mesmo bairro aonde viveu e trabalhou, mas apaixonado por sua profissão, ao contrário de muitos, esforçava-se ao máximo em levar os alunos a um aprendizado melhor, mesmo tendo um salário baixo e vivendo num país aonde a cultura e a saúde fica em último plano, Afonso dava o melhor de si mesmo.Por ser bonito e atraente, apesar de tímido, era muito cobiçado entre suas alunas, mas como profissional ético e dedicado, ignorava as investidas passando uma borracha na conduta das alunas, entendendo inclusive que o comportamento moral de algumas, provinha da má formação e exemplos que recebiam de seus próprios pais. A maioria das alunas, eram filhas de pais separados, outras como Esperança, criada por familiares e outras até, eram molestadas sexualmente, pelo, pai, padrasto, tio... Afonso vivia este drama e pela sua seriedade tentava não ser somente o professor, mais o amigo e confidente que elas tanto precisavam, acompanhando com elas, este terrível fato do cotidiano de suas vidas.

Aninha e Cleo eram exemplos disso. Aninha uma adolescente de apenas 15 anos, que fora criada pelos avós. a avó manipuladora ao extremo, exercia o lugar de chefe da casa, enquanto o avô passivo, não trazia segurança para a formação de Aninha, que logo se enturmava com os jovens da internet, aprendendo e convivendo com coisas boas e más.Cleo, apesar de parceira, era a mais pacata do grupinho. Sua mãe, sendo mãe solteira, desde jovem desempenhava o papel de pai e de mãe, tendo que defender o pão de cada dia. Sem estudos trabalhou como diarista, mas por ser muito bonita, tornou-se mulher de programa. Cleo sabia da vida da mãe e crescia uma menina tímida e envergonhada, por causa da vida que a mãe levava. Tinha dezessete anos e ainda não havia tido experiências sexuais. Havia um segredo guardado no seu coração; sua paixão platônica pelo prof. Afonso, que ignorava completamente o sentimento da aluna.

Mãe-velha, apesar de esforçar-se ao máximo para dar uma vida melhor a Esperança, não conseguia controlar todos os passos da sobrinha e nem o tipo de amizades que circulavam ao redor dela. E o exemplo que vinha de suas amizades não eram dos melhores.As semanas se passaram, Esperança estava preparada para começar a usar o micro da Lan House. O primeiro dia de sua visita foi emocionante, acompanhada de aninha e Cleo, seguiam as tres amigas em direção à loja.

_Benvinda ao mundo virtual, disse Aninha ao colocar Esperança diante do computador.Logo entraram numa sala de chat e começaram a apresentar para Esperança todos amigos que tinham no chat room. Elas pagaram por uma hora, ao final entre todos nomes que apareceram na tela, um chamou a atenção de Esperança, "beto19solitario". Se Esperança soubesse quem era o coisa ruim, ela nunca teria mandado aquele email...

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Email Esperança

Quase todos os dias à tarde saia Esperança da escola e passava em frente a Lan House do seu bairro, onde lotava de adolescentes. Ficava ali, minutos parada, tentando entender o que tantos meninos e meninas da sua idade, faziam naquele lugar,
Esperança era uma menina dócil e muito sonhadora. Moradora de um bairro de subúrbio, não teve uma infância muito feliz.
Ficou orfã de pai aos dois anos de idade, e sua mãe tendo que trabalhar para sustentá-la, entregou-a para a sua cunhada, que passou a tomar conta de Esperança dentro de um sanatório, onde trabalhava como auxiliar de enfermagem. Ali esperança ficou até os oito anos de idade, convivendo com doentes mentais. Depois teve que ir para um colégio interno, pois não podia mais ficar ali, convivendo com as pessoas, naquele triste lugar.
Aos treze anos, Esperança saiu do colégio interno e retornou ao convívio de sua tia-avó, que ela chamava carinhosamente de mâe-velha. Sua mãe havia se casado novamente, mas não levou Esperança para morar com ela, e isto causava enorme tristeza no coração de , mas apesar dos traumas a menina parecia ser feliz e equilibrada. Dotada de grande inteligência, Esperança aprendia ràpidamente, tudo que a ensinavam.
Naquele dia porém, não contentando-se só em ver a Lan House, resolveu entrar. Chegando até o atendente perguntou:
_ O que posso fazer com esses computadores?
_ Voce pode se conectar com o mundo, respondeu a moça que ficava na recepção.
_ Nossa que legal! Onde posso aprender a usá-los?
_ Voce pode aprender num curso de informatica, com um amigo, ou com seu professor na sua escola…
_ Puxa…eu não tenho dinheiro para pagar um curso de informática, mas vou tentar aprender logo isto!
E esperança saiu dali determinada em aprender a usar os computadores imediatamente.
Chegou em casa e logo deu a notícia para a sua velha tia.
_ Mãe velha, conheci um lugar onde posso me conectar com o mundo.
_ É, onde?
_ Numa Lan House. Todas as meninas e meninos vão lá. E ao entrarem na internet se comunicam com milhares de pessoas e informações…Mãe velha será que a mamãe poderia comprar um computador para mim?
_ Esperança, sua mãe não tem dinheiro, está com muitos problemas e mal nos manda dinheiro para as suas despesas, mas eu prometo, que se você aprender a usar o tal computador, eu pago para voce fazer estas coisas que você disse, está bem assim?
E conformada. Esperança responde a tia com ar de felicidade: _ Está bom mãe velha, obrigada.
No dia seguinte, retornava Esperança para a Escola e comentou com seu professor, que gostaria de aprender a usar o computador para frequentar a Lan House. O professor Afonso, sabendo da condição humilde de Esperança, logo se propos a ajudá-la e disse_ Esperança, posso ajudá-la sim a manusear o micro. Vamos fazer o seguinte: depois do horário das aulas vamos até a Biblioteca, lá tem um computador, você é uma menina muito inteligente, vai aprender rapido.
_ Puxa professor Afonso, que bom, muito obrigada.
Mal sabia Esperança que aquela seria uma experiência que ía destruir sua vida não fosse a descoberta que Francisco fez, e tudo por email.

Acompanhe essa história, Clique Aqui .